---------------------

sábado, 9 de março de 2013

CHACINA: três mulheres e um homem são executados dentro de residência, em Jacumã


Polícia Civil investiga um possível envolvimento das vítimas com drogas

Corpo de vítima do lado de fora da residência 
Três mulheres e um homem foram encontrados mortos, na manhã deste sábado (9), no interior de uma residência, localizada na Praia de Jacumã, no município do Conde. As vítimas são: Ivânia Tavares Pessoa, 34 anos, Jaemerson Ferreira da Silva, 26, uma adolescente de 16 anos, e uma mulher conhecida apenas por Renata.
A chacina envolveu uma família pernambucana que veio ao Conde para visitar familiares. De acordo com informações da Polícia Civil, a senhora Josélia Vicente da Silva, de 51 anos, recebeu uma mensagem de texto no telefone celular informando que um irmão, identificado por Ednaldo Vicente da Silva, possivelmente o proprietário da residência onde ocorreu o crime, teria sofrido um acidente de moto e que estaria em estado grave.

Mais um vítima sendo retirada da residência (Crédito: Aguinaldo Mota)
Josélia, que reside no município de Itapissuma (PE), veio para a cidade do Conde acompanhada do marido, Severino Ferreira da Silva, 52 anos, do filho, Jaemerson Ferreira da Silva e da nora, uma menor de 16 anos, em duas motocicletas.
Ao chegar à residência, Jaemerson decidiu pular o muro da casa para ser atendido. Na oportunidade, quatro homens apareceram e renderam os seus pais e a esposa do lado de fora da casa e os amarraram nos fundos da casa.
Em seguida, foram ouvidos gritos de Jaermerson e disparos de arma de fogo, vindos do interior da casa. Em menos de dois minutos, novos tiros foram realizados.
Após alguns minutos, o senhor Severino conseguiu se desamarrar e soltar a esposa e a nora e ao entrarem na casa, encontraram Jaemerson e a sobrinha de Josélia, uma menor de 16 anos, mortos.
Ao perceberem que o portão da casa estava aberto e o farol de um carro estava ligado, eles correram em direção à entrada da casa e encontram a esposa de Ednaldo (proprietário da residência), Ivânia Tavares Pessoa, 34 anos, gravemente ferida, e uma amiga dela conhecida como Renata, morta.
Ivânia ainda chegou a ser socorrida por uma equipe do Serviço Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital. O marido dela, Ednaldo Vicente da Silva, continua desaparecido.
Testemunhas afirmaram que residência abrigava uma 'boca de fumo' (Crédito: Aguinaldo Mota)
Envolvimento com o tráfico de drogas
O delegado Araújo, encarregado da Delegacia do Conde, investiga um possível envolvimento das vítimas com drogas. A polícia encontrou na residência, duas cerâmicas retiradas da área de serviço que cobriam um buraco onde, possivelmente, eram escondidos drogas ou dinheiro.
Testemunhas informaram à polícia que na casa funcionava uma “boca de fumo”. O major Lucas, responsável pelo policiamento do local, isolou a área e os corpos foram periciados e removidos encaminhados para a Gerência de Medicina e Odontologia Legal (Gemol), localizado no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa.
Da Redação com Aguinaldo Mota
WSCOM Online

Sem comentários:

Publicar um comentário